sábado, 16 de abril de 2011

Vamos brincar de vida? Da minha cuido eu, da sua cuida você!

O ser humano parece ter por instinto a vontade, curiosidade ou sei lá mais o que de interessar-se pela vida alheia, o que é absolutamente normal e aceitável. Eu me interesso pela vida alheia! Eu gosto de saber o que se passa. E se você que está ai lendo o meu texto, está pensando “eu não faço isso”, por favor, FECHE agora mesmo o meu blog! ISSO NÃO EXISTE! A curiosidade é parte do ser humano!
Não há nada de anormal em comentar com um grupo o que você acha de alguém, ou o que aquele alguém anda fazendo, mas daí a difamar este alguém vai uma longa distancia. E é disso que eu vim falar hoje; de difamação, de mais cuidado com a vida dos outros do que com a sua própria vida.
Vai uma longa, enorme, gigantesca distancia entre interesse pela vida alheia e meter o bedelho nela. Eu realmente não entendo essas pessoas que cuidam da vida dos outros, que fazem questão de querer mandar e desmandar naquilo que os outros fazem, e pior; eu não entendo quem difama as pessoas publicamente. A troco de quê? De se dizer “o foda” que fala mesmo, que expõe mesmo as suas opiniões e não tá nem ai pra porra nenhuma? BELEZA! Mas me diga você o que leva a uma pessoa xingar, inventar histórias comprometedoras e fazer com que outras dezenas de pessoas achem que você é o pior ser do mundo, e faz isso no anonimato! Sinceramente, esse é o pior tipo de gente que existe; aqueles que fazem, mas não tem coragem de mostrar a cara. Bem, mas se eu for falar disso aqui, não terminarei hoje, porque o assunto é vasto e me tira do sério.
A minha idéia central é dizer que pessoas que cuidam da vida de outras pessoas, nada mais são que pessoas que não tem vida própria!
Além do problema difamação em si, temos um outro fator que costumo chamar de “grau aumentativo”. O individuo inconformado com a falta de detalhes da história original, tende a aumentar as coisas de forma absurda e ridícula, fazendo com que os protagonistas da história passem a ser descriminados por coisas que ao menos foram feitas.
O que falta nas pessoas é olhar para si mesmo, e ter pelo menos uma gota de decência! PESSOAS não precisam depreciar a imagem das outras para se sentirem felizes. Um comentário sobre um ocorrido não tem nada haver com difamação.
Pra quê aumentar fatos? Só pra ridicularizar, denegrir a imagem de alguém? ISSO É DESUMANO! Uma pessoa que faz isso, ao meu ver não tem um pingo de sentimento e nem consciência, e cá pra nós, tem que ser muito cretino e medíocre para fazer isso.
É natural até mesmo um comentário um pouco maldoso, quem não faz? Mas fazer deste comentário algo extremamente publico e ridicularizador é extremamente horrível! É coisa de quem não tem nada de interessante na própria vida, e vive para alfinetar os outros.
CUIDE DA SUA PROPRIA VIDA! Uma festa, um namoro, um estilo ou outros tantos outros fatores que alguns usam para denegrir, são coisas absolutamente normais! E se saírem do padrão normal que eu não sei quem foi o filho da puta que estipulou, NADA TEM EM RELAÇÃO A VOCÊ! A vida dos outros é a vida dos outros. Deixe os outros fazerem o que eles quiserem. Todos temos livre-arbítrio para tudo, MENOS para nos metermos naquilo que não nos diz respeito.
Comente, opine sobre o que você acha certo ou errado, mas não se meta, e não ridicularize ninguém, lembre-se que ninguém é perfeito e que todos temos teto de vidro, e um dia o seu pode ser quebrado.

Motivo pelo qual fiz esse texto: Estou sendo alvo de um certo tipo de difamação no colégio. Espero que os meus queridos fãs leiam e se toquem de que a difamação que eles estão fazendo contra mim e os meus amigos só mostra o quão ridículos eles são.  Há uns dias atrás eu tive medo de fazer algum texto sobre isso e o meu próprio texto ser usado contra mim. Mas aqui está o meu relato de indignação com esses serem MEDIOCRES que não tem nada de interessante para fazer e ficam por ai exalando inveja de mim e das pessoas que me acompanham. Ahh, e eu não posso deixar de dizer o meu FODA-SE aos queridos cretinos que fazem questão de deixar o meu lindo nome em evidência, e o meu muito obrigada a quem está comigo. Posso até estar abalada, mas eu pelo menos tenho sentido na minha vida, já você é tão vazio que precisa denegrir alguém para se sentir melhor.

4 comentários:

'Lara Mello disse...

A.D.O.R.E.I. o texto! O final foi tão perfeito que depois vou posta-lo lá no blog.. E concordo também, vão cuidar da vida de VOCÊS! Um bando de babacas, retardados que não tem capacidade de viver e vivem a vida dos outros.. Sorte!

O que se passa? disse...

Calma Tai...
"Quando você menos esperar logo tudo isso vai passar ♫♫"
Na vida nada é para sempre, os pensamentos mudam e se transformam, juntamente com a maturidade, que muitos deveriam ter até mesmo depois de "velhos" (rs). Mas creio que um dia, não estaremos rindo de tudo isso (talvez, quem sabe), mas as lembranças desse episódio com certeza aparecerão de vez em quando. #Oremos

- disse...

Ando sumida, mas não esqueci daqui, não. E já aproveitando adorei o que disse. Indescrítivel essa mania que o ser humano tem que cuidar da vida alheia, mais que isso de querer viver a vida alheia.. suspeito que esse tipo de gente viva em pura mediocridade ao ponto de não terem nada de interessante para assistirem em suas vidas, e viram pláteia da vida do coleguinha. Beeijos Taiane! Ótima semana pra ti , linda!

Ruãn disse...

Tuudo que foir relacionado a este assunto e contra os infames,vs sabe que eu concordo . Ameei seu texto e realmente retrata tudo que estamos passando .